Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

18.Jan.19

O cliché da vida real

carol
Não sei se é do sol de inverno. Não sei se é da rotação da Terra. Não sei que voltas a vida dá para terminar numa vida que não parece vivida aqui. Pode ser o efeito da ressaca do repouso ou o tropeçar nos dias que se mostravam demasiado longos para caberem num relógio de pulso. Pode ser a troca da banda sonora com início no despertador pelo silêncio matinal que se espreguiça e se aconchega sem nunca se revelar por completo. Deve ser isso. Isso e o renovar de um playlist que (...)
29.Out.18

Manter a barriga cheia

carol
Se a vida se orientasse por apetites, seriamos clientes satisfeitos dos serviços de restauração por esse mundo. Descobriríamos um menu repleto de guloseimas que nos enchem o estômago e a alma. Que nem crianças mimadas, fazíamos birra à primeira colher de sopa. Porque nós queremos e podemos. Nem pensar ir na conversa do aviãozinho. Voávamos mais alto que isso, sabemos que nos escondem legumes. Exigiríamos mais do que brincadeiras de bebés. Somos crescidos para escolher o (...)
11.Dez.17

Como lidar com aquela pessoa que acha que sabe sempre tudo sobre tudo

carol
Todos nós conhecemos uma pessoa que acha que sabe sempre tudo sobre tudo. Aliás, tu considera-te uma pessoa com muita sorte se só conheceres uma pessoa assim. A verdade é que elas andam por aí espalhadas [e não são poucas!]. E ainda mais verdade do que isso é que dá sempre vontade de dizer umas quantas coisas a essas pessoas, no entanto esquece, elas como pensam que sabem sempre tudo já nem querem ouvir nada do que tu tens a dizer. Então estas [tentativas de] dicas são para ti (...)
27.Nov.17

Estamos bem. E temos saudades.

carol
A vida foi tramada quando te quis só para ela. Nós queríamos-te perto. E tu dividias-te. Eras nosso e eras da vida. Para ser totalmente justa, eras vida. E não foi fácil quando, depois de tudo o que lhe deste, ela te quis por inteiro e te levou sem nos avisar. As memórias mantêm-te por aqui constantemente, ainda que no silêncio daqueles que não estavam, nem nunca estariam, preparados para te ter apenas na memória. E no coração. Ias gostar do que tem acontecido nos últimos (...)
27.Set.17

Os sonhos andam para a frente quando sonhas de pé.

carol
Sou uma sonhadora compulsiva. Tenho sonhos. Muitos. Alguns esqueço, outros estão constantemente na minha memória. Os primeiros [aqueles que esqueço] costumam aparecer à noite e desaparecem ainda antes de os poder tapar com os lençóis enquanto faço a cama. Os segundos [aqueles que a memória não apaga] aparecem de dia e adormecem comigo depois de o sol se pôr. Sonho com muito. Sonho que fujo, salto, corro, rio, choro, estou sozinha, acompanhada, em casa, na rua, na faculdade, num (...)
03.Ago.17

Vou ser uma avó bué cool?

carol
Em conversa com os meus amigos [aquelas conversas que metem ao barulho todo o tipo de assunto a que ninguém consegue ficar em silêncio] questionámo-nos sobre como vamos ser quando formos velhos. Temos 19 anos. Gostamos de pensar muito à frente. Começámos a imaginar-nos com 80 anos. Chegámos à conclusão que vamos ser uns velhos muito avançados para o nosso tempo. E como é que chegámos a esta conclusão? Simples. Quando formos velhos vamos dizer coisas como "ya", "bué", "lol" e (...)