Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

09.Nov.18

Afinal o Parlamento é a universidade

carol
Apercebi-me agora. Estar na universidade ou no Parlamento é a mesma coisa. Reparem bem. Grupos de pessoas, divididos de acordo com valores partilhados, que se reúnem no que pode ser comparado a um auditório [apesar de, tanto na universidade como no Parlamento, nunca termos bem a certeza que nome cientifico têm estas salas]. Existe regime de faltas. Mas, claro, como a audiência é considerável, não há uma entidade superior que queira perder tempo a fazer a chamada. Portanto, (...)
02.Nov.18

4 situações que encontrarás em novembro

carol
Para o caso de ainda não teres dado conta, novembro já ganhou balanço e chutou outubro para canto. Gosto deste mês. Nem sei bem porquê. É uma daquelas simpatias que temos sem nenhuma justificação. Mas também reconheço que há em novembro uma sucessão de acontecimentos que se repete todos os anos. É inevitável. Se nunca te apercebeste disto, presta bem atenção ao momento "bola de cristal" que se segue. Estas são as 4 situações que encontrarás em novembro: - Suportar as (...)
29.Out.18

Manter a barriga cheia

carol
Se a vida se orientasse por apetites, seriamos clientes satisfeitos dos serviços de restauração por esse mundo. Descobriríamos um menu repleto de guloseimas que nos enchem o estômago e a alma. Que nem crianças mimadas, fazíamos birra à primeira colher de sopa. Porque nós queremos e podemos. Nem pensar ir na conversa do aviãozinho. Voávamos mais alto que isso, sabemos que nos escondem legumes. Exigiríamos mais do que brincadeiras de bebés. Somos crescidos para escolher o (...)
19.Out.18

Estação incerta. Certa de que é estação.

carol
Sua estação incerta. De manhã, já custa sair do quentinho dos lençóis. À tarde, já não se passa sem calçar aquelas meias quentinhas. À noite, já só apetece vestir o pijama polar. Em casa. Na rua este tempo veste-se da bipolaridade. Bem cedo, não dá para perceber se vai nevar ou se estarão 40 graus à sombra. Ainda assim, sabe bem um casaquinho. Que, dali a umas horas, parece o casaco mais quente que tínhamos no roupeiro. Afinal, se ainda estava bom para sandálias, por (...)
05.Out.18

É por isso que nos queremos tão iguais?

carol
Acho que nunca tinha visto a água deste rio tão límpida. O sol acaricia-a e ela brilha como uma criança feliz depois de deixar os pais orgulhosos. Se me debruçar, também me consigo ver. Ainda não me habituei à minha nova imagem. Cortei o cabelo pelas orelhas. O formato está estranho, mas o que pode ser mais estranho do que aquela cor que tinha, a viajar entre o branco e o amarelo? Ao menos está novamente preto. Bem escuro. Lá no trabalho disseram-me que a minha (...)
01.Out.18

Excesso de felicidade?

carol
Há felicidade a mais. Em cada fotografia partilhada, em cada frase feita e reutilizada vezes sem conta. Por essas redes sociais sociais fora criou-se um novo conceito para a palavra "felicidade". Escondemo-nos atrás de um ecrã iluminado para seguirmos pessoas. Somos seguidores, pessoas transformadas em folhas de excel, cuja maior importância está nos números. Vivemos em função da tendência. Fico satisfeita por saber que tendemos a querer ser felizes. Essa não é a questão. A (...)