Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

05.Out.18

É por isso que nos queremos tão iguais?

carol
Acho que nunca tinha visto a água deste rio tão límpida. O sol acaricia-a e ela brilha como uma criança feliz depois de deixar os pais orgulhosos. Se me debruçar, também me consigo ver. Ainda não me habituei à minha nova imagem. Cortei o cabelo pelas orelhas. O formato está estranho, mas o que pode ser mais estranho do que aquela cor que tinha, a viajar entre o branco e o amarelo? Ao menos está novamente preto. Bem escuro. Lá no trabalho disseram-me que a minha (...)
14.Set.18

Reflexos de sonhos roubados

carol
Fazia planos para tudo. Sempre fez. Organizava os brinquedos em filas, colocava em primeiro lugar os carros com que queria brincar, depois o papel e os lápis com que o iria pintar, e, por fim, a bola com que jogaria. Seguiu-se a entrada para a escola, os primeiros horários de verdade. Havia sempre alguém que lhe organizava os dias: horas para o pequeno-almoço, a roupa escolhida com detalhe, a saída de casa com a mochila devidamente preparada, os dias entre a sala de aula e o recreio, (...)
27.Ago.18

Relato dos últimos dias de agosto

carol
A cinco dias de setembro, são muitos os que fazem aquela contagem decrescente dolorosa qb. Sei que, ainda assim, há muitas pessoas de férias num mês que não seja o mês de agosto, mas é para a maioria que me dirijo. Podem não querer admitir algum nervosismo, no entanto eu consigo senti-lo daqui. Admitam, os últimos dias de agosto são um tanto ou quanto perturbadores, até para quem não começa a trabalhar logo no início de setembro. Para mim, esta contagem decrescente pode (...)
06.Ago.18

Termómetro estacionado

carol
Este calor não é estacionamento onde queira aparcar. Fosse o veiculo movido a água salgada e areia, revirava o mundo à procura do lugar mais fresco. O mar é destino querido por muitos. Estacionam-se toalhas, chapéus, lancheiras pesadas e até tendas. A praia é parqueamento lotado por corpos que acampam ao mínimo sinal de subida de temperatura. O verão está estranho. Arrumámos as viaturas nos espacinhos que sobram, mas quando pedimos calor não pedíamos esta gorjeta. (...)
23.Jul.18

O poder de um postal

carol
Diz, quem sabe, que o mundo é redondo. E, pelas voltas que a vida dá, sou capaz de acreditar. Se é plano, não me pertence, já que saiu fora dos meus planos ao descobrir parte de si num postal no interior da minha caixa do correio. Um postal [sintam a excitação, por favor!]. Escrito à mão. Com selos. Vindo diretamente do Dubai. Com uma mensagem de uma das minhas melhores amigas. Não sei como reagir. Devo conseguir contar pelos dedos das mãos o número de vezes que recebi (...)