Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

06.Abr.20

Mesa para 22

carol
Lembro-me que, há pouco mais de um mês, tentava escolher um lugar para reunir os amigos e, juntos, apagarmos as 22 velas de um bolo comprado numa pastelaria na véspera. Lembro-me tão bem do momento em que sabia tão pouco que o tanto que se sucedeu ocupa agora memórias difusas. Os primeiros casos e o caos total. As aulas suspensas e a suspensão das restantes folhas do calendário. O ficar em casa até tudo passar e sairmos disto mais passados do que já eramos. Os telejornais como (...)
19.Fev.20

Manhãs de sonho

carol
A expressão “acorda para a vida” não faz sentido nenhum para quem gosta de levar no bolso uma vida cheia de sonhos. Até compreendo que não só de sonhos se fazem as manhãs preguiçosas e as sestas batoteiras, mas parece-me que todas as noites mal dormidas se empanturram de sonhos por cumprir. E todos os que sonham, um dia também têm de acordar. Só que, primeiro, é preciso entregarmo-nos ao sono que nos leva aos sonhos.   Não há mal nenhum em acordar na vida, em lançar um (...)
04.Fev.20

Fosse eu escrever metade do que me vem à cabeça

carol
Uma folha em branco tem espaço para dois ou três mundos loucos como aquele em que vivemos. Ou mais. Mais mundos e mundos mais loucos. É por isso que, na lista de coisas que as pessoas mais gostam, em primeiro lugar deveriam constar as palavras. Gostamos de chocolate, de passeios ao pôr-do-sol, de longos dias de sol e de noites de inverno a ouvir a chuva lá fora. E gostamos sempre de música, até mesmo quando preferimos o silêncio. E esquecemo-nos sempre que também gostamos das (...)
28.Jan.20

Uma mesa à janela

carol
Sentei-me na mesa do canto. Aquela em que mais ninguém se quer sentar porque a janela está estragada e, por isso, constantemente a abrir-se. As mães queixam-se das correntes de ar que constipam os filhos, mas os miúdos não querem saber e escapam-se-lhes num piscar de olhos lá para fora. O vidro estremece quando o grupo de crianças lhe acerta em cheio com uma bola. Cá dentro, as mesas abanam e as chávenas de café tilintam e os velhos nem se apercebem, porque a idade já lhes (...)
18.Set.19

Memória de Dory com espaço para setembro

carol
Por vezes, quando tomo consciência da facilidade com que me esqueço de determinadas coisas sinto que não há no mundo memória pior do que a minha. Depois lembro-me da Dory - aquele peixe azul meio amalucado que é impossível não adorar - e isso tranquiliza-me, ainda que não arrisque entrar numa competição para saber qual a memória que sai vencedora. Mas, mesmo assim, dona de um esquecimento muito pouco invejável, há memórias que me ficam, quais sobras de autocolantes (...)
09.Set.19

E a passagem de ano?

carol
Acabo de receber a primeira mensagem sobre a passagem de ano. Sim, sobre a passagem de 2019 para 2020. Eu sempre disse que os grupos de whatsapp são uma agenda de combinações pendentes e promessas de encontros por marcar, mas nunca pensei que se antecipassem já para o fim do calendário quando ainda estamos no pico da rentrée.  É bom ter amigos organizados, que sabem o que a casa gasta e que fazem questão de manter vivas as notificações no whatsaap. E que, mesmo quando ainda (...)