Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

27.Jul.18

Mamma Mia! Lá fui eu novamente!

 

Estive no dia da estreia. E voltei depois. Assisti duas vezes a Mamma Mia! Here We Go Again no cinema. Ainda querem saber se gostei? Eu adorei! É difícil escolher entre o primeiro e, agora, o segundo filme, mas confesso que começo a ter um fraquinho pela sequela. É tão boa, tão fácil de ver e acompanhar o passado e o presente da história, tão descontraída e, acima de tudo, tão feliz que é impossível não ficarmos felizes também. É o musical deste verão. As músicas não são uma surpresa, porém são surpreendentes as suas interpretações. A banda sonora está disponível online e eu não consigo parar de a ouvir [é até enjoar, já sei como funciona]. Entre todas as músicas, destaco as que mais me perseguem: "I've Been Waiting For You" [é uma das minhas cenas preferidas], "My Love, My Life" [uma das cenas mais bonitas do filme, mas não quero estar aqui a fazer spoilers], "When I Kissed The Teacher" [não haveria maneira melhor de conhecermos a nova protagonista, a Donna do passado] e "Andante, Andante". Algumas cenas são tão hilariantes que só apetece dançar também, como aconteceu com "Dancing Queen", que colocou a senhora que estava sentada ao meu lado a fazer a coreografia do filme como se a sua vida dependesse daquele momento [e foi só uma cena para acrescentar à lista-de-coisas-estranhas-que-podem-acontecer-numa-sala-de-cinema].

 

 

Tenho de falar no casting. Não me falharam. Adoro o primeiro filme e, talvez para não me sentir dececionada, não criei muitas espectativas relativamente à sequela. Qual deceção qual quê! Acertaram em cheio nos novos atores. A caracterização apanha os pontos essenciais das personagens, permitindo-nos perceber, imediatamente, quem é quem. Bem como o porquê de a Donna ter ainda mais amores do que os da música de Marco Paulo [ela teve muito bom gosto, foi o que foi!]. A própria escolha para a jovem Donna revelou-se uma boa surpresa. Lily James agarrou com unhas e dentes o papel que lhe foi dado e mostrou bem como é que se canta [bem!], dança [bem!] e representa [bem!] como se nada fosse. Fiquei fã! A participação de Cher anima ainda mais os ânimos e dá para dar umas boas gargalhadas. Os old school também não me deixaram ficar mal. Há como não adorar as duas amigas "passadas da cabeça", interpretadas por Christine Baranski e Julie Walters? E o trio de atores [que, aqui entre nós, não cantam, mas encantam] Pierce Brosnan, Colin Firth e Stellan Skarsgård? Se já era fã da Sophie, achei que a atriz Amanda Seyfried não podia estar melhor neste filme [não me tinha apercebido que ela cantava assim tão bem!]. Quando a Meryl Streep, a estrela, a insubstituivel, faço-lhe uma vénia [e mais não digo, vejam o filme!]. 

 

Mamma Mia! Here We Go Again é um musical excelente para quem aprecia o género. O estranho caso em que a sequela não fica nada atrás do primeiro filme. Se gostam, nem pensem duas vezes e vejam. Os cenários, as cores, as músicas e as quase duas horas que em que não pensamos em mais nada [a não ser no porquê de não vivermos numa ilha daquelas, com aquelas roupas coloridas, rodeadas de bons rapazes enquanto a vida passa e nós cantamos e dançamos em sintonia com o resto da população]. Este é um daqueles filmes que vale ainda mais se for visto no grande ecrã. 

 

Aceito convites para ir ao cinema [novamente!]. Preparem-se que já sei tudo de cor,

 

Carol

 

MammaMia2.JPG

 

8 comentários

Comentar post