Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

11.Dez.18

Lamentáveis [pessoas das] caixas de comentários

Permitam-me aqui um pequeno desabafo. Acabei de fazer uma coisa que até nem tenho como hábito. Numa daquelas pausas do estudo em que tudo é mais interessante do que estudar, dei por mim na página de facebook do The Voice Portugal, programa a que assisto religiosamente, mas não é disso que se trata. Estou estupefacta com as palavras deixadas nas caixas de comentários. Ainda bem que somos livres. Contudo, é uma pena não sabermos utilizar essa liberdade para fazer qualquer coisa realmente útil. Claro que isto é discutível, claro que "cada um faz o que quer e bem lhe apetece". Sempre ouvi dizer que a nossa liberdade acaba onde começa a liberdade dos outros. Digam-me, que comentários são aqueles? O que é que as pessoas que os escrevem "ganham" com isso? Não, não são críticas construtivas, são tudo menos isso.

Nestes programas de talentos, como em tantos outros contextos, é impossível agradar a todos. Não temos de gostar nem temos de ver. Quantas vezes não gosto de determinada atuação? Quantas vezes comento em voz alta coisas do género: "este nem canta assim tão bem para ser o escolhido"? Mandar "postas de pescada" é muito fácil. Quem me dera saber cantar um quarto do que os concorrentes cantam [nem imaginam como isso me faria feliz!]. Aliás, quem me dera ter coragem de participar num programa desta dimensão. A meu ver, todos os concorrentes têm mérito para estar onde estão. É simples "mandar bitaites" quando se está sentado no sofá. Ainda mais simples é estar atrás de um ecrã e ter o poder de escrever aquilo que bem lhe aprouver. Mas ofender pessoas que tentam a sua sorte? Dá-vos prazer? Dormem mais satisfeitos por saberem que disseram a alguém, sabendo que nunca de outra forma seriam capazes de o dizer cara-a-cara, o pensamento mais estúpido que vos ocorreu nesse dia? Na minha modesta opinião, isto é estupidez. E é bullying. Já imaginaram como se sentiriam se fossem um destes concorrentes? Eu até sou apologista de não dar importância a este tipo de comentários sem conteúdo, o que é muito diferente de críticas positivas ou negativas, mas fundamentadas e dadas com o devido respeito a que todos temos direito. 

Aborreceu-me profundamente ler a maioria dos comentários. Não é por ser espetadora do The Voice Portugal. Tenho consciência de que, infelizmente, isto é comum por essa internet fora. O que é lamentável. Não sou de partilhar aqui este tipo de textos, porém, desta vez, não tinha como não o fazer. E que tal olharmos primeiro para nós antes de odiarmos tanto os outros? Este tipo de ódio é tão cobarde. Muito honestamente, é o "ódio só porque sim". Só porque uma parte de nós gostava de ser como os que "detestamos", todavia não conseguimos.

Não se trata de não gostarmos todos do amarelo. Trata-se de querermos acabar com essa cor apenas porque, nesse dia, nos apeteceu e, principalmente, porque não somos nada mais do que mais um perfil de uma rede social. Aliás, até temos cobardia coragem suficiente para, se nos der para aí, detestar o arco-íris. Não sei se é a internet que é demasiado cinzenta ou se são algumas pessoas que lhe tiram a cor. 

Peço desculpa pela escrita na primeira pessoa do plural. Talvez seja uma utilização injusta dos pronomes pessoais. As pessoas a quem me refiro podem até ser as primeiras a comentar, mas ficam muito aquém da ordem das coisas.

 

Sinceramente, são mais felizes ao serem tão infelizes? Vamos tornar as caixas de comentários num lugar mais bonito.

 

Carol

 

6C248E80-692A-4C57-8641-3BA2549A106F.JPG

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.