Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

07.Jan.19

La La Land é uma lista de resoluções de ano novo

No dia de ano novo a RTP transmitiu o filme La La Land. Sim, comecei 2019 a [re]ver um filme de 2017 [que mal tem isso?]. Como é óbvio porque sou muito fraca tenho ouvido, desde então, a banda sonora em loop. Entre músicas, li, por essas redes sociais, muitos posts com [as mesmas] resoluções para 2019. E percebi que o filme poderia muito bem ser um filme de ano novo, porque, efetivamente, contém as promessas que repetimos ano após ano. Não sei se já se tinham apercebido disto antes. Qual homenagem a Hollywood ou ao cinema, qual quê! La La Land é a típica lista de resoluções de ano novo, mas com som [mais ou menos como aqueles postais de aniversário que abrimos e têm música].

 

Comprovem por vocês mesmos:

 

1. Perder peso. Esta resolução é bem explícita e com uma concretização quase inevitável. Já imaginaram o que seria dançar assim a toda a hora e todos os dias? Estou mesmo a ver: as manhãs parada no trânsito para a Ponte 25 de Abril passariam a ser uma animação com todos condutores bem dispostos a dançarem entre os carros que nem loucos. Para quê ir ao ginásio quando se faz tudo a dançar? Assim, eu até percebo o significado da frase "o desporto faz-te mais feliz". Há alguma personagem no filme que dance e pareça triste?

2. Aprender uma coisa nova. A dança pode ser um exemplo. Contudo, não se esqueçam do canto, por favor. Junta-se o útil ao agradável. Que bom que era cantarmos todos bem em 2019. Cantarmos por tudo e por nada. E a qualquer momento. Isto sim é uma resolução de ano novo. A melodia sempre pronta, a voz sempre afinada e uma letra inventada no momento sobre qualquer tema banal. [Já vos disse que gostava de viver num musical?]

3. Viajar mais. O filme sugere [sim senhor, isto é que é uma lista de resoluções à maneira, com sugestões e tudo, para garantir que cumprimos o que prometemos]: Los Angeles e Paris. Mas os destinos desta resolução ficam ao critério de cada um. É ainda sugerido o Sistema Solar [para ver as estrelas mais de perto]. Não quero chocar ninguém, mas é uma daquelas viagens só com bilhete de ida [ótima para quem quer ter um 2019 do outro mundo!].

4. Concretizar um sonho. Vale tudo. Seja em que ano for, esta é daquelas resoluções que não têm prazo de validade. Se têm um sonho e precisam de um empurrãzinho para perceberem que, se permanecer durante muito mais tempo como um sonho, corre o risco de se transformar numa rabanada, [re]vejam este filme. Não basta sonhar, embora seja um bom começo. Tudo o resto depende de nós. De que estás à espera para mudares a geografia dos teus sonhos? Se fizeres por isso, em 2019, o teu La La Land pode ser o teu Cá Cá Land.

5. Prestar mais atenção à saúde. E aqui o filme faz esse alerta de uma forma muito peculiar. Bem sabemos que escolher para protagonista o Ryan Gosling já é, por si só, um teste à nossa resistência. Acrescentar a isso uma história de amor repleta de clichés que [na verdade] adoramos e não sabemos viver sem, não é, propriamente, muito aconselhável para cardíacos. Eu nem sou de intrigas, mas La La Land é um lembrete para realizarmos um exame ao coração [e todos os exames que queremos sempre adiar]. Diria que é a cereja no topo do bolo, no entanto, e porque vamos ser muito saudáveis em 2019, é melhor corrigir para: é o fruto vermelho congelado no topo da papa de aveia.

 

Não há como negar: La La Land está para o ano novo como o Sozinho em Casa está para o natal. Se ainda for a tempo [e tendo em conta que já é dia 7 de janeiro], quero aproveitar para vos deixar aqui um último desejo para 2019: mesmo quando vos disserem que são os melhores, duvidem e tentem ser ainda mais [lembram-se do que aconteceu nos Oscars em 2017?].

 

Sejam vocês a dar música a 2019,

 

Carol

 

IMG_6861.JPG

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.