Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

08.Jun.18

Atravessem, senhores!

Temos de falar sobre estas pessoas. Sinto que são caladas ou faladas em sussurro. E é por isso que as puxo com força em palavras que se vão acumulando deste lado do volante. Falo das pessoas que não passam a passadeira. Aquelas que se colocam de frente para a passadeira, mas que não querem passar. E não falo em preguiçosos do ginásio que se encolhem ao exercício. Falo dos que exercitam as pernas na calçada portuguesa e estacam que nem semáforos em frente às riscas pretas e brancas das estradas por este país. Quem vai sobre rodas para, para os deixar passar, e eles esticam a mão, negando determinadamente a nossa travagem. Sei que é por simpatia, para não atrasar o trânsito. Mas, já que parámos, atravessem. Saltem que nem crianças loucas por cima das riscas brancas evitando pisar as pretas. Arrastem os pés como um bebé rabugento quando vê a sua sesta interrompida. Mas passem. Não fiquem de mão esticada a abanar a cabeça enquanto pedem para que arranquemos. Nós travámos para que eles avançassem. É assim que as coisas funcionam. Também é bom pisar o risco. Qual o objetivo? Ficar a ver navios? Estão no local errado. Há sítios bem melhores para ficar a apreciar quem passa. Isto é muito característico de senhores que aparentam ter idade de quem tem netos que ainda só andam em carrinhos de brincar. Compreendo que gostem de apreciar o arranque do motor ou o som dos pneus no alcatrão. Vão para parques de estacionamento, procurem cruzamentos e rotundas. Só não nos troquem as voltas. O jogo do peão funciona noutro contexto. Neste, as regras são outras e existem para serem cumpridas. Atravessem a passadeira. Façam-nos a vontade. Também não lhes peço que se façam à estrada sem travões e sinalização. Quantos pezinhos marotos se fazem ao piso errado armados em pneus a estrear? Só quero deixar claro que podem montar a zebra do alcatrão e ficar a ver quem passa do outro lado da estrada. Não queria arrancar para piso escorregadio, mas nunca ninguém se pronuncia sobre estas simpatias que ameaçam esperar uma aberta do trânsito para passar a estrada só que afinal estão só à espera que chova para poderem usar o guarda-chuva.

 

É tema delicado? Talvez. Mas se até os cães ladram e caravana passa, estas pessoas deviam passar também.

 

Carol

 

7DA0F13D-FA6B-4487-BCAC-F26EC25B2FB3.JPG

 

4 comentários

Comentar post