Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

20.Nov.20

Não desconfinem, ainda estou aqui!

carol
Talvez me tenha feito valer do confinamento coletivo para usar [e abusar] de um recolher [quase] obrigatório, mas, acima de tudo, um tanto ou quanto necessário.   Vinte vinte – uma junção de números que soa tão bem, nunca nos fez suar mais – entregou-se por completo a um assustador desconhecido cujo nome já ninguém pode ouvir falar, primeiro porque não se fala noutra coisa e, segundo, porque parece que quanto mais falamos menos sabemos sobre o que estamos a falar. Assim, (...)
19.Fev.20

Manhãs de sonho

carol
A expressão “acorda para a vida” não faz sentido nenhum para quem gosta de levar no bolso uma vida cheia de sonhos. Até compreendo que não só de sonhos se fazem as manhãs preguiçosas e as sestas batoteiras, mas parece-me que todas as noites mal dormidas se empanturram de sonhos por cumprir. E todos os que sonham, um dia também têm de acordar. Só que, primeiro, é preciso entregarmo-nos ao sono que nos leva aos sonhos.   Não há mal nenhum em acordar na vida, em lançar um (...)
04.Fev.20

Fosse eu escrever metade do que me vem à cabeça

carol
Uma folha em branco tem espaço para dois ou três mundos loucos como aquele em que vivemos. Ou mais. Mais mundos e mundos mais loucos. É por isso que, na lista de coisas que as pessoas mais gostam, em primeiro lugar deveriam constar as palavras. Gostamos de chocolate, de passeios ao pôr-do-sol, de longos dias de sol e de noites de inverno a ouvir a chuva lá fora. E gostamos sempre de música, até mesmo quando preferimos o silêncio. E esquecemo-nos sempre que também gostamos das (...)
01.Out.18

Excesso de felicidade?

carol
Há felicidade a mais. Em cada fotografia partilhada, em cada frase feita e reutilizada vezes sem conta. Por essas redes sociais sociais fora criou-se um novo conceito para a palavra "felicidade". Escondemo-nos atrás de um ecrã iluminado para seguirmos pessoas. Somos seguidores, pessoas transformadas em folhas de excel, cuja maior importância está nos números. Vivemos em função da tendência. Fico satisfeita por saber que tendemos a querer ser felizes. Essa não é a questão. A (...)
13.Abr.17

O jarro de água [e sem água] cá de casa

carol
Cá em casa temos um jarro de água. É dele que nos servimos sempre que a sede aparece. O problema é que estamos a chegar àquela altura do ano em que a sede aparece muitas vezes. E o jarro aproveita-se da situação para ter algum protagonismo [já que fica no seu canto o resto do ano, ali sem ninguém lhe dar muita atenção]. Agora anda de mão em mão. E, atenção, eu não estou com ciúmes do jarro, mas é uma situação que me tem incomodado [um bocadinho] ultimamente. O jarro (...)