Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

06.Ago.18

Termómetro estacionado

carol
Este calor não é estacionamento onde queira aparcar. Fosse o veiculo movido a água salgada e areia, revirava o mundo à procura do lugar mais fresco. O mar é destino querido por muitos. Estacionam-se toalhas, chapéus, lancheiras pesadas e até tendas. A praia é parqueamento lotado por corpos que acampam ao mínimo sinal de subida de temperatura. O verão está estranho. Arrumámos as viaturas nos espacinhos que sobram, mas quando pedimos calor não pedíamos esta gorjeta. (...)
23.Jul.18

O poder de um postal

carol
Diz, quem sabe, que o mundo é redondo. E, pelas voltas que a vida dá, sou capaz de acreditar. Se é plano, não me pertence, já que saiu fora dos meus planos ao descobrir parte de si num postal no interior da minha caixa do correio. Um postal [sintam a excitação, por favor!]. Escrito à mão. Com selos. Vindo diretamente do Dubai. Com uma mensagem de uma das minhas melhores amigas. Não sei como reagir. Devo conseguir contar pelos dedos das mãos o número de vezes que recebi (...)
13.Jul.18

Como uma onda do mar

carol
Podes tentar. Podes até procurar no recanto mais escondido, na gaveta mais trancada, no local mais distante. Podes imaginar, se não o conseguires ver. E podes até nem ver bem. Ninguém vê bem o sol se não souber esperar pela melhor hora para o apreciar. Pacientemente, é possível vê-lo esconder-se, sabe-se lá onde. Retira-se num piscar de olhos aos olhos de quem o observa. Traz a noite, sem mudar muito mais do que a luminosidade das ruas. Faz-se bonito, consoante os lugares. (...)
12.Jun.18

Moedas perdidas que encontram lugares seguros

carol
Senta-se sempre ali. Na mesinha da ponta da esplanada, onde toma um café cheio e um copo de água morna. Ali vê quem passa. A rua é estreita. Não passam carros, mas alguns tuck tucks aventuram-se na inclinação. As caras são quase sempre as mesmas, por isso ele abre o jornal na expectativa de encontrar algo novo. A textura daquelas folhas e a tinta que lhe vai marcando os dedos ao ritmo da leitura ainda é aquilo que move as manhãs solitárias. Crimes e coisas absurdas. Não perde (...)
04.Jun.18

6 questões que coloco enquanto estudo

carol
Nos últimos dias, tenho passado demasiado tempo sentada em frente a uma secretária a preparar-me [nem que seja psicologicamente] para os exames da faculdade. Isso fez-me reparar que me torno uma pessoa que se questiona imenso enquanto estuda. E agora vocês estão a pensar que eu me questiono se estou a estudar bem ou se estou a estudar o suficiente. Então, aviso já, estão redondamente enganados. As perguntas surgem umas a seguir às outras e, às tantas, o meu cérebro é a versão (...)
28.Mai.18

Fosse o sapato de cristal a salvação...

carol
Viva o pé descalço que a época já permite. Viva o abandono do sapato depois de horas nas alturas. Viva a liberdade de ser cinderela. Viva as princesas que não precisam de príncipes encantados para se calçarem. Que os pés querem-se independentes. São suportes para o corpo e alavancas para mentes que gostam de caminhar depressa. Começa agora o meu retiro para dar início ao percurso que separa os exames finais das férias de verão. Não conto sair do mesmo sítio nos próximos (...)