Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Da secção: sonhos que se concretizam...

Esta coisa de termos sonhos e conseguirmos concretizá-los [por mais peculiares que eles sejam] dá muito trabalho, mas também dá uma felicidade que só não vos conto porque teriam de ter os mesmos sonhos que eu para perceberem do que falo. Escrevi aqui [ainda pouco] sobre a minha paixão pela televisão e pelo universo da ficção nacional. Para os mais distraídos e para aqueles que passam aqui no blog só para confirmar se eu insisto em continuar a partilhar aquilo que me vem à cabeça, ando a seguir [sem perder pitada] a novela da noite da TVI, Ouro Verde. Confessa, já dedicaste a esta novela [pelo menos] cinco minutos da tua atarefada vida [que não te permite ver novelas] para apreciar a [incrível] prestação do Diogo Morgado ou para admirar a representação [também incrível] da Joana de Verona. Vá, deixa-te lá de coisas, depois dos jogos de futebol, as novelas são o programa mais visto em Portugal e, por sinal, estão cada vez melhores!

 

IMG_0002.JPG

 

Falei de sonhos. De concretizar sonhos. E é por isso [ainda sob o efeito da adrenalina] que escrevo sobre um dia em que concretizei mais um sonho. Visitei os estúdios da Plural Entertainment [que é SÓ a produtora televisiva de Ouro Verde e de muitas outras novelas portuguesas]. Bem, que realidade diferente da ficção chega ao nosso ecrã! Tinha muitas expectativas, confesso. Imaginava uns bastidores diferentes daqueles com que me deparei. Foi uma tarde incrível. De repente, tudo o que vejo todas as noites no ecrã da minha televisão estava ali, nos corredores, nas salas, nos cenários, nas personagens e nas pessoas [que são pessoas e são diferentes das personagens, mas okay, isso eu sei distinguir!]. Tem outra magia.

 

IMG_9996.JPG

 

A Inês Cortez [a quem devo o maior agradecimento, porque foi graças a ela que tudo isto foi possível] recebeu-me e mostrou-me todos os cantos de um universo que me faz acreditar que há muitas [e boas] histórias para contar. Comecei a visita aos estúdios abençoada pelo Padre Sebastião, o divertido Ângelo Torres [que pediu para ser mencionado aqui no blog]. Cumpro com o que prometo e não posso deixar de admitir que a bênção surtiu efeito e se verificou ao longo da visita. Cruzei-me com os atores e os técnicos. No fundo, tentei agir como se tudo aquilo fosse apenas mais um dia normal para mim [mas eu acho que não dava para disfarçar o meu ar de felicidade [disso tenho consciência!]. Assisti às gravações e até tive direito a visitar a produção que une as peças deste puzzle e faz com que tudo ganhe sentido para que possamos, mais tarde, ver a novela na tranquilidade do nosso lar [mesmo que seja só para apreciar as prestações incríveis dos nossos atores! Eu sei que a maioria se preocupa muito em perceber se o Pedro Carvalho dorme com ou sem t-shirt!]. Fiquei fascinada com as capacidades que um computador tem para criar uma explosão onde nunca se sentiu sequer o cheiro a fumo [desculpem, mas as cenas que envolvem explosões são emocionantes e eu vou continuar a querer acreditar que, para o bem de uma telenovela, se explode um carro novinho em folha]. Tive a fantástica oportunidade ainda de conversar com o produtor de Ouro Verde, José Retré, que tão simpaticamente me explicou alguns dos segredos deste mundo que me fascina [agora ainda mais!]. Atrás das câmaras, atrás do lado que nós, espectadores, não vemos, estão mais de 100 profissionais [só numa produção como esta!]. Não fazia ideia. E, não estivesse ainda a minha felicidade suficientemente preenchida, pude estar com o Diogo Morgado. Ao vivo e a cores. O grande protagonista desta novela. A mesma pessoa por quem já me apaixonei uma vez [e não é que me voltei a apaixonar?]. O Diogo foi muito simpático e atencioso. Ao ponto de me agradecer pelo que escrevi sobre Malapata aqui no blog, o filme que realizou e que estreou há uns meses nas salas de cinema. As pernas tremeram [é verdade], mas aguentei-me firme. 

 

IMG_0003.JPGIMG_9999.JPG

IMG_0001.JPG

 

Concretizarmos os nossos sonhos é arriscado. Ainda para mais quando isso envolve cenários onde diariamente ocorrem cenas com um alto caráter dramático e computadores que fazem com que carros expludam. Onde os sonhos ganham vida [e levam tempo] para que no ecrã tudo seja ainda mais dramático e as explosões nos façam ir verificar se o nosso carro está em segurança. E tudo se torna mais arriscado ainda quando o Diogo Morgado está por perto e te diz que leu o teu blog. Sobrevivi. Vivi um sonho. Na realidade da ficção.

 

Agradeço a todos com os quais tive a oportunidade de me cruzar. O ambiente é completamente espetacular. Repetia a experiência [todas as vezes que fosse possível fazê-lo!]. Obrigada, Inês e Madalena! Foi bom conhecer-vos também!

 

Sou feliz com estas coisas. E com finais felizes também [mas sobre o final de Ouro Verde, ninguém me revelou nada...],

 

Carol

 

[às vezes é bom fazermos por concretizar os nossos sonhos, concretizem lá o sonho de deixar esse like no facebook do blog!]

O que ando a ouvir [#5]

 Com o início de uma nova semana, trago novas sugestões musicais. Agora é aumentar o volume e preparar para receber o verão a dançar! 

Salvador Sobral - Nem Eu
[Em primeiro tenho de colocar, claro, o nosso Salvador.
Oiçam o álbum dele e vão perceber que ele não canta e ama só pelos dois]

D.A.M.A - Pensa Bem ft. ProfJam
[Saiu a semana passada, mas não sai da cabeça. Não pensem muito e vão ouvir!]

 James Blunt - Don't Give Me Those Eyes

[Uma voz inconfundível e uma letra daquelas]

 Céline Dion - How Does A Moment Last Forever (From "Beauty and the Beast") 

[Ainda não vi esta versão do filme. Perdoem-me. Mas esta música não me dá muitas hipóteses]

 Clean Bandit - Symphony feat. Zara Larsson 

[Uma das músicas do momento. Confesso que fiquei rendida]

 

Agora é [como de costume] ouvir até enjoar. Volto cá quando isso acontecer,

Carol

 

[entretanto não se esqueçam de deixar as vossas sugestões no facebook]

Maria João Costa - A mulher que está a pintar de verde o ouro

Digamos que sou uma espectadora atenta [e assídua] dos vários conteúdos que são produzidos em Portugal. Muitas vezes lamento sermos um país pequeno e [talvez por isso, não sei] não darmos o devido valor ao que se produz em português. Vejo muitos programas de televisão e devoro as novelas e séries que se fazem por cá. É uma coisa que me entretém e me deixa feliz [não me censurem, cada um é feliz como pode]. Tento acompanhar a programação e [mesmo não conseguindo ver tudo ao pormenor] gosto de saber o que se anda a ver por aí. Acho [e se calhar não estou tão longe da verdade] que não podemos criticar o que não conhecemos, por isso, o melhor é ver [e se for para criticar, aí sim, podemos fazê-lo com toda a convicção]. Ainda nunca antes escrevi no blog sobre a minha paixão pela ficção portuguesa [mais precisamente sobre as novelas]. Hoje apeteceu-me [e fá-lo-ei sempre que me apetecer]. Confesso que ultimamente poucas têm sido as novelas que realmente captam a minha atenção, aquelas que me prendem do primeiro ao último episódio. São sempre histórias longas, com muitas personagens, muitas vezes tornam-se iguais umas às outras e eu acabo por perder o interesse. Mas desde o início do ano que acompanho Ouro Verde na TVI. Até agora é [com toda a certeza] uma das melhores novelas que vi. Contudo [e apesar de estar pronta para escrever muito, mesmo muito, sobre a novela] vou guardar essas palavras para outro[s] post[s] futuro[s]. Agora quero escrever sobre quem escreve Ouro Verde. Chama-se Maria João Costa e esta foi [e tem sido] a sua estreia no universo das novelas portuguesas. Esteve ontem no Jornal das 8 [se não viram, aconselho-vos a "puxar para trás"] a falar um pouco sobre o seu percurso e claro sobre Ouro Verde. Sigo a Maria João em todas as redes sociais e [logo logo] desde o momento em que carreguei no botão "Seguir" percebi que o sucesso deste tipo de produções depende muito das caras que não aparecem no ecrã. A Maria João [para além de escrever a história] vive-a com a mesma emoção de um espectador [com a pequena grande diferença que as suas ideias podem virar a novela ao contrário]. Parabenizo-a por se dedicar tanto ao que faz [tão bem] e por proporcionar a todos aqueles que gostam de boas histórias exatamente isso: uma boa história. É uma mulher cheia de força e é muito graças a ela que Ouro Verde está a ter tanto sucesso [e não estou apenas a falar de audiências]. Encontro na Maria João um exemplo a seguir. Tem talento e paixão pelo que faz. E tem muito power para inovar a ficção portuguesa. Acho [com muita certeza] que traz consigo a lufada de ar fresco que as novelas estão a precisar.

Antes de criticarem. Antes de criticarem só porque sim. Vejam. Não precisam de ver novelas, produz-se tanto por cá e muitas vezes desconhecemos só por achar que o que vem de fora é melhor. Portugal tem muito ouro [verde] por aí à espera de ser explorado. Se andarem mais atentos [e ligados] vão perceber que não vos estou a enganar. A Maria João Costa é apenas um [bom] exemplo [e um exemplo a seguir, já disse?]. E se pensam que ver novelas é "coisa de velhos", estão muito enganados. Experimentem ver Ouro Verde e depois digam-me se tenho ou não razão para ser uma "velha" feliz [e sempre curiosa para saber o que vai dar no próximo episódio]. 

Gosto mesmo de novelas. E estou a adorar Ouro Verde. E a gostar ainda mais de descobrir melhor a grande mulher que consegue prender-me desta forma à televisão portuguesa [quer dizer, a televisão não é portuguesa, o conteúdo é que é. Vocês perceberam!]. Também gosto de escrever sobre gostar deste universo [nota-se muito?].

 

Conheçam a Maria João e percebam do que vos falo. Acreditem que é uma mulher que vale ouro. Da cor que o quiserem pintar [ela escolheu pintá-lo de verde e até agora a pintura está a ficar muito bem!].

 

Carol

1024.jpeg

[não se esqueçam de deixar like na página de facebook do blog]

O que ando a ouvir [#4]

Fim-de-semana com mais um dia [e espero que com bom tempo!]. É para aproveitar e [em casa ou em passeio] renovar a playlist. Dou-vos as minhas sugestões [e aceito as vossas em troca]!

 

Richie Campbell - Heaven
[O Richie não desilude e esta música nova que acabou de lançar é daquelas que acompanham bem com um bom pôr-do-sol]

Luis Fonsi, Daddy Yankee - Despacito ft. Justin Bieber
[Um sucesso sem Justin. Um sucesso maior com Justin. E olhem que o rapaz até faz o esforço de cantar em espanhol]

Carolina Deslandes - A Vida Toda
[Que letra doce. Que vídeo lindo. Que melodia tão boa. E o bebé, aiii!]

Ed Sheeran - Dive
[Quanto a este novo álbum do Ed Sheeran, sugiro que oiçam todas. Todas mesmo.]

Mia Rose - Sussurro ft. D.A.M.A
[Sussurro-vos que esta vai ser um sucesso. É muito mais do que um sussurro]

 

[enquanto ouvem bem alto estas novas sugestões, podem passar na página de facebook do blog e deixar o vosso gosto]

Com ou sem pipocas? [#1]

Nos últimos dias tenho tido mais tempo livre e aproveitei para ver alguns filmes que tinha na minha lista mental de "Filmes para Ver Quando Tiveres Tempo A Sério". Achei que devia partilhar convosco caso também queriam acrescentar à vossa lista mental [que eu sei que também existe]:

"A Modista"
Este foi o meu filme favorito. Gostei mais do que pensava gostar. Se não viram, deviam ver [e prestar bem atenção às mensagens que passa]
MV5BMjA4MzAxNTc5OF5BMl5BanBnXkFtZTgwMjgzMDE4OTE@._

"ALOHA"

Um filme descontraído e simples. Apesar de esperar mais da história, gostei e voltaria a ver. 

MV5BMTg4Mjc0NTE1NV5BMl5BanBnXkFtZTgwNzcwNTQ3NTE@._
"O Espaço Que Nos Une"

Tinha depositado muitas expectativas neste filme, confesso, e não correspondeu. Esperava algo muito diferente. Acontece tudo muito depressa. [Quase que nos faz acreditar que viajar entre a Terra e Marte é o mesmo que viajar entre Lisboa e o Porto]

MV5BNjYzODU1OTkwN15BMl5BanBnXkFtZTgwMDA3MTMwMDI@._
"Comer Orar e Amar"
Vi este filme há uns anos [e de repente parece que sou uma velhota que anda para aqui a escrever coisas em blogs] e agora revi-o porque vou fazer um trabalho sobre ele [tudo informações que vocês dispensavam saber, eu sei]. É um filme feliz [e um tanto lamechas]. Foi bom revê-lo.

MV5BMTY5NDkyNzkyM15BMl5BanBnXkFtZTcwNDQyNDk0Mw@@._

 

Estas são as minhas sugestões. Têm alguma para acrescentar à minha lista?

 

Carol

Quem sou eu?

imagem de perfil

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D