Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

it's carol

Um blog sobre tudo. Sobre o que me apetecer. Acima de tudo, sobre o que sou.

16.Out.17

O pior dia do ano em Portugal...

carol
Percebi que tive um fim-de-semana normal. Percebi que aquele que foi considerado "o pior dia do ano" para mim nada mais tinha sido do que um domingo em família. Percebi que as chamas não estavam tão longe assim, tendo em conta que todos os distritos do país foram apanhados pelas chamas. E por aqui estava tudo normal. Para mim o calor era humano, o fogo expressava-se em sentimentos fortes e os corações estavam quentes por estarem reunidos num dia de descanso. É outubro. É o fim do (...)
12.Out.17

Vamos ao Mundial, mas antes eu preciso de descansar!

carol
Está a ser uma daquelas semanas que parece ter tido direito a prolongamento. Houve um empate entre a agitação e o cansaço. Os minutos têm-se estendido para lá do tempo regulamentar, essa é a verdade. O que queria mesmo era fazer uma finta a estes dias compridos e ocupados, chutar para canto o trabalho [que não tem sido pouco] e pedir a substituição por uma semana que me permita, ao menos, usufruir de mais horas de sono. Ser convocada [pelas tarefas da vida] tem o seu lado bom, (...)
10.Ago.17

Caminhos que mudam de cor

carol
De malas feitas e bagageira cheia [um clássico] vínhamos preparados para aquele que é o momento [tão esperado no resto do ano] em que escrevemos juntos, durante longos dias, a palavra “férias”. Letra a letra, sem pressa, para que possamos gozar cada traço e acentuar o verdadeiro significado da palavra. Férias em família, o que há melhor do que isso? E vínhamos bem, para bem longe daquilo de que estamos sempre tão perto. Quando, em plena auto estrada, nos vimos rodeados por (...)
11.Jul.17

O dia seguinte.

carol
O dia seguinte. Há um ano. O dia seguinte ao dia em que [há um ano] Portugal festejou aquela que será para sempre "a vitória" [e com isto não quero dizer que não voltaremos a festejar, mas a primeira tem sempre aquele gostinho especial]. As pessoas estavam eufóricas. Mais eufóricas no dia seguinte do que na noite em que tudo aconteceu. Talvez por termos uma baixa autoestima, talvez por gostarmos de sofrer, a verdade é que ninguém acreditava. E, mesmo no dia seguinte, (...)
21.Jun.17

A despedida de Rodrigo Guedes de Carvalho

carol
Numa semana tão triste para o país. Numa semana em que as imagens que vemos nos jornais, nas revistas, na televisão e na internet nos demonstram como o ser humano é pequeno e frágil. Nesta semana marcada pela tragédia, há pequenos momentos que nos tocam. E há a força da inocência. Que ainda prevalece.  Nesta país. Nesta semana. Nesta tragédia. Uma das vozes que, diariamente, tem informado o país encerrou o noticiário assim:     Gostei da atitude, Rodrigo Guedes de (...)